Tipos de metais

Uma das primeiras coisas que se aprende quando inicia-se o estudo de RM são às contraindicações ao método. 


A grande maioria dos operadores sente um frio na espinha toda vez que ouve que o paciente tem metal. 


Pensando nisso vamos  construir um raciocínio? 


Aqui no perfil tem um post falando da gaiola de faraday, nele eu explico que ela é feita de cobre ou alumínio. 


Se todo metal for contra indicado porque pode ser atraído como a gaiola não é? 


Os metais são divididos em três categorias com base no comportamento diante de um campo magnético externo: ferromagnético, paramagnético e diamagnético. 


As substâncias ferromagnéticas são fortemente atraídas pelos ímãs. Exemplo de materiais: ferro, o cobalto, o níquel e as ligas que são formadas por essas substâncias.


Materiais que têm a capacidade de provocar um leve aumento na intensidade do valor do campo magnético em um ponto qualquer são chamados paramagnéticos. Esses materiais são fracamente atraídos pelos ímãs. São exemplos: o alumínio, o magnésio, o sulfato de cobre e o gadolínio. 


O Bismuto, o Cobre e a Prata são materiais diamagnéticos, que se colocados na presença de um campo magnético, têm seus ímãs elementares orientados no sentido contrário ao sentido do campo magnético aplicado. Assim, estabelece-se um campo magnético na substância que possui sentido contrário ao campo aplicado. Esse tipo de material também perde o poder magnético sem a presença do campo magnético externo. 

12 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo